GASTON RAHIER

"LE PETIT BELGE"

Esse excelente piloto, emergido do grande berço do motocross, a Bélgica, era pequeno no tamanho, mas gigante no talento e na coragem !

Além de ser Tri Campeão Mundial de motocross, venceu os maiores rallys do mundo !


Gaston Rahier nasceu em Chaineux, na Bélgica em 1º de fevereiro de 1947.

Desde muito cedo, Rahier já se destacava no motociclismo de fora de estrada, sempre incentivado pelos seus pais.

Sua dedicação ao esporte do motocross era impressionante !

Com apenas 16 anos, fez a sua estréia oficial no motocross. E já demonstra muito talento !

Em 1964, Rahier vence o campeonato belga de motocross, de 50 cc, na categoria Júnior !

Era um começo muito promissor !

Como não contava com patrocinadores, Rahier, disputou por muito tempo provas e campeonatos, mas nunca com bons equipamentos, sempre de forma mais amadora e esportiva.

Somente a partir de 1967, consegue uma Maiko, e uma boa estrutura.

Em 1968, Rahier consegue marcar seu primeiro ponto, válido pelo campeonato mundial de motocross, na categoria 500 cc !

E em 1970, Rahier consegue seu primeiro título nacional numa categoria principal ... é o campeão belga de motocross nas 250 cc !

Mas é na década de 70, que a carreira da Gaston Rahier decola definitivamente !

Por ter uma estatura baixa (1,57 m), Rahier se encontrou melhor na categoria 125, pois levava vantagem no peso e na agilidade sobre a moto !

E foi nela que Rahier despontou para o mundo ... pilotando para a equipe Suzuki !

Em 1974, Rahier integra a equipe belga de motocross, que era composta pelos campeões Roger De Coster, Van Velthoven e H. Everts, para disputar o Troféu das Nações, que é o mais importante torneio europeu, depois do Mundial.

E a equipe belga vence, com uma bela exibição de Rahier !

No ano de 1975, viria a sua consagração ! 

Foi simplesmente o campeão belga novamente de 250 cc, o campeão Mundial de motocross na categoria 125 com 8 vitórias, e vence o Troféu das Nações novamente, com a mesma equipe !

E nos anos seguintes, sua supremacia foi absoluta na categoria de 125 no motocross !

Gaston Rahier vence os mundiais de 1976 e 1977, com 8 e 7 vitórias respectivamente !!


Estilo de campeão !
1976

E também vence mais um Troféu das Nações, de 1976, sempre com os mesmos parceiros de equipe, e sempre de Suzuki !

E para mostrar sua excelente fase, ainda é o campeão belga das 250, em 1976 e vence também o Motocross das Nações, com a mesma equipe !


Gaston partindo para mais uma vitória !
Troféu das Nações - 1976

Com tudo isso, Gaston Rahier recebe a mais alta condecoração de seu país, o Troféu Nacional ao Mérito Desportivo em 1977, e é também eleito o "Piloto do Ano", pela imprensa européia !

Em 1978, agora só com Roger de Coster e H. Everts como companheiros de equipe, Rahier conquista mais um título do Troféu das Nações.

Seria seu último título no motocross !

No mundial da 125, fica com o vice campeonato !

Em 1979, termina o mundial em 3º lugar, em 1980, fica em 9º, e em 1981, é o 7º colocado.

Em 1982, Rahier interrompe abruptamente sua carreira de piloto de motocross ! Sofre um terrível acidente, que quase causa a perda da sua mão ! Para muitos, seria seu fim !

Porém, com muita garra e perseverança, Rahier em menos de um ano já está novamente andando, mas dessa vez, muda sua categoria ... começa a sua carreira de piloto de Rally !

Em 1983, participa pela primeira vez do perigoso e exigente Rally Paris-Dakar, mas não consegue completar a prova, pois tem uma quebra na sua motocicleta BMW, quando liderava a prova !

Em 1984, começa uma nova e vitoriosa fase em sua carreira !

Vence o Paris-Dakar, de BMW, dominando de ponta a ponta, se tornando o primeiro piloto não francês a vencer o Rally !


Gaston Rahier, mostrando que os pilotos de cross se dão bem no deserto !
Campeão do Dakar 1984

E para confirmar a nova boa fase, vence também o Rally dos Faraós !

Em seguida, participa do infernal Enduro de Le Touquet, de Kawasaki, mas fica longe dos líderes, por problemas de infra-estrutura da equipe.


Gaston de Kawasaki
Le Touquet - 1984

Em 1985, repete a façanha, vencendo o Dakar e o Faraós !


Gaston Rahier, acelerando para ser bi-campeão !
Paris-Dakar - 1985

Em 1986, no tumultuado Paris-Dakar (morre Thierry Sabine, o criador do Rally), Rahier não leva sorte ... sua BMW tem vários pneus furados, e por fim um tombaço o tira da prova !

Em 1987, ainda defendendo a equipe BMW, Rahier luta muito, mas não consegue melhor do que um 3º lugar !


Gaston Rahier acelerando no Dakar - 1987

Para o Dakar de 1988, Rahier muda a fornecedora de motos para sua equipe, e volta às origens, pilotando agora uma Suzuki DR 750. Mas tem apenas o 9º lugar.


Gaston de Suzuki 750
Paris -Dakar - 1988

No Rally dos Faraós, a equipe agora também perde o patrocínio da Malrboro, mas a Suzuki fornece um protótipo, a DRZ 850 ... e com ela Rahier fatura o Rally ! Seria sua última grande vitória, e a primeira da Suzuki em solo africano !


Gaston Rahier de Suzuki, para mais uma vitória no deserto africano !
Rally dos Faraós - 1988

Ainda disputa o Paris-Dakar de 1989, 1990, e em 1991, sua última participação, terminando em 13 º lugar.


Gaston de Suzuki na Mauritânia
Paris-Dakar - 1991

Nos anos seguintes, Rahier monta uma estrutura para continuar no meio esportivo, e organiza diversos Rallys, os "Rallye Gaston Rahier Classic", abrindo espaço para que as grandes competições de endurance seja acessíveis a todos !

     

Em 2000, Rahier faz uma breve volta às competições, e disputa o Rally da Tunísia, com uma Husqvarna, com um belo 4º lugar, e depois encerra definitivamente sua brilhante carreira.


Gaston de Husqvarna
2000

Mas a sua maior disputa seria, infelizmente, com a vida ... e o resultado não seria uma vitória !

No dia 5 de fevereiro de 2005, depois de uma longa luta contra o câncer, Gaston Rahier vem a falecer !

Sua passagem pelo cross e pelo rally jamais será esquecida... é uma perda irreparável para o motociclismo.

Foram 29 vitórias no mundial de 125, 1 na categoria 250, 2 no Paris-Dakar, 3 no Faraós, 1 no Motocross das Nações, e 4 no Troféu das Nações !

Um pequeno homem, mas com um coração de leão, que era capaz de vencer em qualquer situação !

Assim foi o grande ...

GASTON RAHIER

"LE PETIT BELGE"

Por Ricardo Pupo
Agosto / 2005

Fontes: Revista Motoshow, Revista Motocross, e internet.


Se você quiser, faça seus comentários sobre essa matéria !

Comentários:



Nome:   E- Mail:

Comentários dos internautas


Diziam que ele tinha um mau humor terrível, mas era um competidor feroz.
Sempre foi, por mim, uma referência nos Rallys. Olhei uma DR800 me imaginando como se fosse eu num Rally por semelhança a ele. Também tenho tamanho nanico e adoro a Suzuki DR800 que foi projetada especialmente para um homem como ele. Um ídolo certamente.
Kleber Klein
(siacadastral@uol.com.br) Segunda Feira, 15 de Agosto de 2005, às 10:23:06


DIZIAM AS PUBLICAÇÕES DA ÉPOCA, QUE NO PARIS-DAKAR, COMO ELE NÃO CONSEGUIA SUBIR SOZINHO NA MOTO, A EQUIPE O COLOCAVA EM CIMA, E SOLTAVA COMO UMA CRIANÇA EM UMA BICICLETA, E ELE SÓ DESCIA DA MOTO NO FINAL DA ETAPA. TALVEZ NÃO SEJA SÓ LENDA.
Marco Antonio
(mpaula@shcnet.com.br) Domingo, 21 de Agosto de 2005, às 16:12:02


Muito boa a matéria, de estilo fluente, simples e com muitas informações. Essencial para a preservação da memória do motociclismo
Sérgio R.P.Correa
(scorrea@trf3.gov.br) Quinta Feira, 1 de Setembro de 2005, às 17:09:08


Fera, fera, fera.
Tabajara A. Jorge
(miraassumpcao@terra.com.br) Terça Feira, 13 de Setembro de 2005, às 12:25:00


Ouvi dizer tambem em revistas da época que ele ligava a moto em pé ao lado esquerdo dela, engatava a 1ª e no primeiro avanço ele a montava com o pé esquerdo na pedaleira e passava o pé direito por cima do banco,  e ia embora. Pouca fera, né !
Flim
(Flim@uol.com.br) Sexta Feira, 16 de Fevereiro de 2007, às 16:42:55


Gostei! Eu o seguia no dakar, sempre fiquei admirado da altura dele e ganhar 3 dakar. Não sabia é q já tinha morrido há 3 anos.
Marco Antonio,isso da equipa dele segurar a mota para ele arrancar como uma criança de facto aconteceu, mas pq ele tinha sofrido uma grande queda na etapa anterior e precisava de ajuda para arrancar com a mota.

nome: Rafael
(silrod@gmail.com) Segunda Feira, 19 de Maio de 2008, às 20:24:44


Eu tinha os posters que vinham na Revista Duas Rodas colados no meu quarto, antes do advento da web, não sabia muito sobre a vida desse grande piloto, até achava que pelo nome que ele era cidadão Francês, mas há alguns anos ao conversar com um amigo Francês sobre ele descobri que ele era Belga, mesmo com a implicância recíproca entre Franceses e Belgas, esse meu amigo disse que ele era muito respeitado na França. Meus agradecimentos pelo prazer de vê-lo pilotar, Deus o tenha Rahier.
nome = Gilberto França
email =
gmfranca@hotmail.com


Em 2000 transformei uma DR800 para participar do Rally Baja realizado no Brasil. A inspiração veio do belga GASTON RAHIER. Pensei; se ele foi capaz de vencer o Dakar conseguirei ao menos participar do Rally Baja. De quatro provas consegui completar apenas duas, mas com gosto de vitória. A DR 800 era enorme pesada e lenta. Só mesmo um piloto como Rahier para vencer num elefante daqueles.
nome = Eduardo
email =
eborgerth@uol.com.br                                            25/03/2011


Sem duvida nenhuma sempre será um grande piloto! Li seus campeonatos e logo ia procurar mais sobre ele, mas o leão ja se foi, mas isso nao muda, sou fã do leão, grande guerreiro
nome = thiago avelino
email =
tiagopousada20@hotmail.com                                    19/07/2011


Sempre acompanhei o DAKAR através da revista MOTOSHOW e me lembro das "feras" GASTON RAHIER, CYRIL NEVEU e HUBERT AURIOL. Grandes caras (sem trocadilho...).
nome = Itamar Leão
email =
italeao@gmail.com                                                17/04/2012


piccolo grande uomo..
nome = ivano
email =
mjrig1@alice.it                                                29/06/2012


Acho incrível um homem de sua estatura não temer, enfrentar e vencer motos e homens gigantes.
nome = Marden Gimenes
email =
mardengimenes@hotmail.com                        27/04/2016